CATETER PARA DIÁLISE PERITONEAL Cód. 710/711/712

CATETER PARA DIÁLISE PERITONEAL Cód. 710/711/712

CATETER PARA DIÁLISE PERITONEAL Cód. 710/711/712

DESCRIÇÃO E COMPOSIÇÃO DO PRODUTO

O Cateter para Diálise Peritoneal Silmag é fabricado em silicone grau médico. Possui dois “cuff” (punhos) de fibra de poliéster que servem como barreira contra infecções, para fixar o cateter. Possui uma linha radiopaca para facilitar a visualização radiográfica. Apresenta-se com diferentes calibres e comprimentos, possível sua aplicação em neonatologia, pediatria e em adultos. O produto se completa com uma extensão de cateter com conexão luer lock.

FINALIDADE/ INDICAÇÕES

Pacientes com insuficiência renal aguda ou crônica, secundária a processos patológicos, quando a função renal não é eficiente por mecanismos fisiológicos, submetidos à diálise peritoneal ambulatorial e/ou domiciliar.

INSTRUÇÕES DE USO

Quanto às técnicas de inserção, cuidado e retirada do cateter, podem variar de acordo com as características específicas para cada caso, são sugeridas as seguintes instruções:

· Colocar o paciente em posição adequada, em ambiente cirúrgico.
· Preparar todo material e a sala, utilizando-se de medidas assépticas respeitando as rotinas da instituição.
· Proceder a aplicação do anestésico de acordo com a indicação.
· Proceder a incisão da pele superficialmente atravessando todas as camadas (planos) para posteriormente por punção atingir o peritônio.
· Uma vez localizada a cavidade peritoneal, introduzir o cateter com o extremo fenestrado no interior do peritônio de modo que toda extremidade fenestrada fique no interior da cavidade peritoneal.
· Realizar a cauterização dos vasos sanguíneos segundo normas institucionais.
· Assegurar que um dos “cuff” fique locado no espaço entre a camada muscular e o peritônio e o outro “cuff” fique locado no tecido subcutâneo logo abaixo da pele, para permitir que se fixe no tecido para evitar perda de líquido e contaminação do cateter.
· Fixar o cateter na superfície da pele.
· Conectar a extensão ao extremo proximal do cateter.
· Adaptar ao extremo proximal da extensão um conector três vias para permitir o controle do que é drenado e do que é infundido na cavidade peritoneal.
· Manter fechado o sistema com auxílio do conector três vias e conectar o reservatório de drenagem e o equipo para irrigação.
· Abrir o sistema e verificar o funcionamento do reservatório de drenagem. Colocar na altura indicada.
· Realizar o controle radiológico correspondente para verificar a posição.